Seriemaniacos

Doctor Foster | Mentira, traição e poder

As séries britânicas não se comparam em nada com as séries americanas e isso em primeiro momento pode ser um choque, uma vez que esperamos aquele desenrolar maçante e dramas descabelados, chorosos e com alto teor dramático; frisando – com ênfase – DRAMÁTICO, por vezes é tão exagerado que chega a doer do outro lado da tela e não é uma doer emocionada. Mas frisando que isso não faz delas ruins. Apenas um comparativo para dizer que as séries britânicas são mais contidas, mas não necessariamente sem emoção e dramaticidade, apenas diferente. E Doctor Foster é uma referência quando queremos citar material de qualidade britânico – solta um suspiro. Vou lhe explicar em pequenas linhas o por quê.

Primeiro ponto qualificativo de Doctor Foster é que não precisou ter 24 episódios para ser bem amarrada e se desenrolar divinamente – eu amo Grey’s Anatomy e a Shonda Rhimes, mas é admirável conseguir construir personagens fortes, profundos e cativantes com apenas 5 episódios de 1h cada. Por isso, palmas a Mike Bartlett, que provavelmente ninguém a conhece, mas que possui todo seu mérito.

A personagem principal é Dra. Gemma Foster, médica, bem-sucedida, independente financeiramente, que construiu uma carreira sólida e que possui um casamento aparentemente que “vai muito bem obrigada”. Um belo marido e um filho adorável. Perfeito demais, não é? Até que, Gemma encontra um cabelo na roupa de seu marido e temos o pontapé inicial da série.

Gemma é uma mulher completamente empoderada, dona de si. Ao sentir-se traída ela toma rédea da situação de uma forma feroz. Começa a persuadir vizinhos para arrancar informações, faz jogos psicológicos com amigos e colegas, cria situações constrangedoras, com o objetivo de obter a verdade, porque tudo que ela mais deseja é vingança. Saiba que o fato dela ela ter sido traída ou não, pouco importa. O interessante é acompanhar o desenrolar da trama, a forma como ela constrói algo em cima daquilo que ela acredita cegamente e é aí que Doctor Foster se torna uma série – desculpe a palavra – do caralho, com uma season finale incomparável.

Personagens bem construídos, bem aprofundados, cheio de força. Isso faz com você queira vingança junto de Gemma ou até mesmo se coloque no lugar do marido e tome partido por ele. Mas dificilmente você estará imparcial nessa. É impossível não se envolver.

Doctor Foster foi lançada em 2015 e até (agora) não tinha nenhuma notícia a vista de uma segunda temporada. A notícia boa é que já saíram três episódios da segunda temporada. A má notícia não tem, ter uma segunda temporada já é maravilhoso. Como a série se desenrolará agora? É a grande pergunta que fica. Será que ela terá o mesmo fôlego e a mesma pegada? Espero que sim, porque uma série tão maravilhosa não pode morrer tão cedo.

 


Trailer Doctor Foster – 1ª Temporada

 

Posts Relacionados