Seriemaniacos

Marvel – Jessica Jones (1° temporada, 2015)

Jessica-Jones-Destaque

“Ser um herói põe um alvo em suas costas”.

Marvel – Jessica Jones (Krysten Ritter) não está no quadrante de elite dos super-heróis da Marvel e isso nos dá a oportunidade de conhecer novos heróis – ao menos para aqueles que não são tão aficionados em quadrinhos – como eu. Aliás, nem sei se podemos chamá-la de heroína, Jessica não está bem dentro dos padrões.

O que faz Marvel – Jessica Jones ser tão especial:

Primeiro ela tem um discurso diferente do “vamos salvar a humanidade”. Mais preocupada em proteger as pessoas que estão ao seu redor, ela deixa o trabalho árduo para a outra gama de heróis (O Demolidor ou ‘o cara verde’, como citado na série).
Outro ponto é que ela não usa nenhum tipo de roupa especial. Já viu um super-herói sem máscara? Pois é. A menor de suas preocupações é as pessoas saberem a sua ‘identidade secreta’, ela nem mesmo gosta de pessoas – em sua grande maioria.
E por fim ela não gosta de ser intitulada como tal. Argumentos dados, o que vemos é uma mulher forte, que possui super-poder, porém, real, nua, crua e com um objetivo simples e claro, vingança. Ela é demais!

Jessica-Jones-Netflix

Jessica está tentando reestruturar a sua vida após sofrer um grave trauma psicológico. Durante muito tempo
ela ficou sob controle mental do nosso vilão Kilgrave (David Tennant). Ele é capaz de fazer com que qualquer pessoa obedeça aos seus desejos, apenas ordenando. E Jessica foi uma de suas vítimas. Agora de volta a sua rotina, ela tenta restabelecer a sua vida como detetive particular em Hell’s Kitchen.

Kilgrave é um daqueles caras do mal que possui seu charme. Um tom meio ácido que consegue arrancar alguns sorrisos com sua simpatia natural. Porém, um psicótico obcecado por Jessica, que acredita fielmente amá-la,
mas será que pessoas assim conseguem amar? Fato é que, ele a liberta para poder provar que ela voltará para
os seus braços e juntos poderão viver uma vida real, sem nenhum tipo de controle.

jessica-jones-jessica-kilgrave2

A trama se desenrola a partir daí. Mas fique tranquilo que não há nenhum clima boçal. É uma série bastante intensa,
que possui muitas lutas, sangue, perdas, ódio e você terá que escolher o seu lado nesse dilema. Cada episódio
é um desenrolar ao eletrizante desfecho final.

Além de nossa protagonista, que já é um grande diferencial,  o cenário entra como um ponto positivo para entreter ainda mais a trama. O clima é completamente noir. Assim como em O Demolidor (também da Marvel em parceria com o Netflix), o ambiente é completamente denso. Cores fortes e tons escuros intensificam o seu amadurecimento para figurar os perigos físicos e psicológicos de se ter super-poderes.

jessica-jones-kilgrave

Além do fato de ser uma série muito boa, ela ainda ganhou grande proporção popular por ser a primeira super-heroína da Marvel como protagonista e bater forte na luta da mulher contra o abuso de poder e assédio sexual. Discutido em diversas frentes, a série acabou sendo incluída em diversas rodas de mesa e não somente nas cinéfilas.

Jessica Jones é uma série fantástica. O seu roteiro, a sua personagem, o modo como ela é apresentada, direto ao ponto. E se você ainda não se convenceu, mas também odeia esse mimimi de super-herói, essa coisa fantasiosa, vale a pena dar uma conferida nessa série.

Confira o trailer:

Posts Relacionados