Domingo Deprê

Miss Violence: a pronúncia do olhar

Miss Violence deixa claro desde seu título a sua intenção. Mostrar a violência mascarada em uma família desestruturada e tirana, com um patriarca que se confunde entre pai e avô e que esconde muito mais do que as aparências demonstram. Cheio de segredos guardados no silêncio, iremos dissimular cada dos integrantes dessa família, de forma lenta e intensa.

O primeiro contato gélido vem logo do seu trailer e estendido para o poster. O retrato da primeira cena do filme, que já te choca. Angeliki em seu aniversário de 11 anos, enquanto todos comemoram, riem, dançam e tiram fotos, ela se joga na varanda com um sorriso no rosto. Uma cena completamente perturbadora, que faz com que, você a qualquer custo, tente entender o que a levou a tal crueldade a si própria.

miss-violence

Mesmo com a tragédia, a família pouco se abala, nada aparentemente muda no dia a dia. Raras cenas de carinho e afeto dentre eles. E então fica a pergunta no ar: o que esconde essa família por trás de cada gesto gélido e da morte de uma garota de apenas 11 anos de idade? Aqui tudo incomoda. O ambiente incomoda por ser tão cinza e ausente de afeto. As relações incomodam por serem tão frias. Os olhares incomodam por dizerem tanto e as expressões serem tão fortes, sem conseguirmos desvendar os porquês.

Por conta da ausência de falas, os diálogos se revelam nos olhares e gestos. Olhares fixos a câmera, denunciam muito ao espectador. Por vezes você é capaz de sentir a dor do olhar desesperador de socorro e que somente no final você entenderá os porquês.

miss-violence2

A cena final é simplesmente um soco no estômago. Um suspiro revolto de poder fazer algo e que somos tão imponentes. Esse é filme que apesar de ser violento, ele é complemente sutil. Eu amo a sua sensibilidade e a forma como ele diz muito sem precisar expressar em diálogos vazios. Amo os filmes que conseguem ser intensos em seus gestos e que denunciam algo que é tão próximo a nossa realidade.

 

Ficha Técnica – Miss Violence

Título Original: Miss Violence
Direção: Alexandros Avranas
Origem: Grécia
Ano de produção: 2013
Gênero: Drama
Duração: 98 min
Direção: Alexandros Avranas
Elenco: Themis Panou, Reni Pittaki, Eleni Roussinou

Posts Relacionados