Cinema Nacional

O Lobo Atrás da Porta

o-lobo-atras-da-porta-citacoes-cinefilas

O Cinema Nacional tem alcançado voos extraordinários e Fernando Coimbra está dentro do quadro de bons diretores. Astuto, criativo e irreverente, em 2013 ele conseguiu montar um espetacular thriller com ares romanescos em O Lobo Atrás da Porta. Mas este foi apenas o seu filme de estreia, em 2007 ele ainda escreveu e dirigiu Trópico das Cabras.

Em nosso cinema produzimos e apreciamos muita comédia, isso por que as grandes produtoras vêem aí um maior campo de rentabilidade financeira e em parceria com o Globo Filmes, nos entucham de Leandro Hassum e companhia. Mas em contrapartida, os filmes ‘indes’, trazem verdadeiras obras questionadoras e jóias raras como é O Lobo Atrás da Porta.

o-lobo-citacoes-cinefilas

O seu primeiro diferencial é que ele é um thriller. Mas inicialmente você acredita que ele se será apenas mais um filme de romance com jogo de intrigas, dentro de milhares. Mas aí é que entra a genialidade de um bom roteiro, que não tem pressa em apresentar os fatos. Relatados aos poucos, através de flashbacks, a história vai se configurando vagarosamente sem ser massante, mas te preparando para o ápice final e mostrando-se bem diferente do que aparentava inicialmente.

Na trama, os seus três principais personagens estão em uma delegacia sendo interrogados pelo delegado (Juliano Cazarré). Bernado (Mihem Cortaz), sua amante Rosa (Leandra Leal) e sua esposa Sylvia (Fabíula Nascimento), após o desaparecimento da filha de Bernardo e Sylvia, tendo como principal suspeita, Rosa. Ao decorrer dos depoimentos uma teia de intrigas, obsessão e mentiras vai tomando forma levando a um desfecho completamente imprevisível.

o-lobo-atras-da-porta-leandra-leal

A atriz Leandra Leal é outro destaque, ela consegue engrenar a personagem de forma magistral, nos levando a crer em alguém doce e gentil, mas que esconde diversas facetas. E isso é o mais genial nesse filme, é conseguir construir um cenário que se desmonta inesperadamente, mas que em nenhum momento você vê como um corte seco para contar rapidamente a sua verdadeira intenção, você só fica com ares desacreditado e completamente sem fôlego.

É um filme para ver, rever e recomendar. Um bom filme do cinema nacional que não ganhou grandes notoriedades em sua estreia, mas que está dentro da categoria de melhores filmes. E sempre será citado por ser uma verdadeira obra de arte.

 

Ficha Técnica:
Gênero: Drama
Direção: Fernando Coimbra
Roteiro: Fernando Coimbra
Elenco: Antonio Saboia, Fabiula Nascimento, Juliano Cazarré, Leandra Leal, Milhem Cortaz, Tamara Taxman, Thalita Carauta
Produção: Caio Gullane, Fabiano Gullane
Fotografia: Lula Carvalho
Ano: 2013
País: Brasil
Cor: Colorida
Distribuidora: Imagem Filmes
Estúdio: Gullane Filmes

Trailer

 

 

Posts Relacionados