Resenhas Seriemaniacos

Resenha | Bates Motel – 5º Temporada

A 5º temporada de Bates Motel chegou ao fim e junto dela o seu encerramento definitivo. Foram cinco anos oscilando altos e baixos, mas que no fim, demonstrou-se madura e sensata, sabendo terminar em seu auge, sem que tivesse conteúdo desnecessário e nem encadeando a trama de forma desnecessária.

Com exceção da primeira temporada que foi o ponto inicial para cativar-se pela série, a 5° e última temporada foi a mais completa de todas. O seu encerramento não deixou nada de fora – para aqueles que se incomodam com finais abertos – e deu um rumo a tantos mistérios e mortes que ocorrem ao longo da série. Se você chegou até aqui em uma resenha da quinta temporada, imaginasse e assumisse na responsabilidade de ter visto as temporadas anteriores, sendo assim, houve morte a rodo causadas por Norman Bates enquanto o mesmo assumia a sua dupla personalidade de Norma.

Bates-Motel-destaque-CitacoesCinefilas

Se você acompanhou a quarta temporada deve tê-la achado completamente entediante – ou não, sei lá. Eu achei um completo saco. Cada episódio era mais sonífero que o anterior, até que na season finale, BOOM. Novamente, se você acompanhou os cartazes e teaser da quinta temporada deve ter visto imagens um tanto reveladoras sobre o destino de Norman Bates. Pois é. Não vou revelar claramente, mas é isso mesmo que você deve estar imaginando. O maior acontecimento de todos. Tão inesperado e tão cruel. Por conta disso mesmo a série não poderia ter se estendido mais, não faria sentido uma continuidade com um rombo dessa magnitude.

Com a morte de Norma Bates, o que será de Norman agora? Como percebido o garoto de múltiplas personalidades ou mais conhecido como Transtorno dissociativo de identidade simplesmente enlouquece de vez. De maneira alguma ele consegue se dissociar da figura materna, então ele a vê pela casa, conversa com ela, ouve seus conselhos, e até mesmo mata de acordo com a sua vontade. Vive a presença de sua mãe morta de forma intensa e surreal.

Sem contar que Norman agora possui um inimigo implacável, o sheriff Alex Romero. Preso após um falso testemunho, porque na verdade ele era um policial bem do corrupto, mas que possui o seu lado bondoso e amou verdadeiramente Norman Bates. Alex não medirá esforços para sair da cadeia e provar que Norman Bates assassinou a própria mãe. E renderá boas cenas finais conflitantes – isso não é um spolier, ok?

Diante disso tudo, ainda temos o retorno de seu irmão, Dylan e de sua agora esposa, Emma – guarde essa informação preciosa – ambos serão extremamentes importantes para a trama, assim como seu pai/tio Calleb que surge das cinzas e que causa o maior burburinho e confusão na cabeça de Norman. Eles serão responsáveis por ótimos clímax dentro de diversos episódios. Ou seja, é quase impossível piscar a cada episódio porque você não irá querer perder algo muito importante, muito chocante ou muito eletrizante, escolha o seu melhor adjetivo, mas no fim, teremos muito prováveis opiniões semelhantes – assim espero.

bates-Motel

Bates Motel foi uma série audaciosa, pegar uma história tão já construída na mente de tantos cinéfilos, o clássico Psicose e conseguir transformá-la em uma série tão bem construída, com personagens simplesmente excelentes em seus papéis. Um reconhecimento especial a Norman Bates, interpretado por Freddie Highmore, o ator de apenas 25 anos que atuou tão brilhantemente, ainda foi um dos showrunners da quarta e quinta temporada, além de participar da direção da quinta temporada. Sem dúvidas, Bates Motel mal acabou e já deixa (muitas) saudades.

freddy highmore-batesmotel 

 

4estrelasemeia

 

 

 

Teaser | Bates Motel – 5º Temporada

 

Posts Relacionados