Críticas

Crítica – O Anjo

Eu gosto do cinema argentino. A sua capacidade em unir simplicidade e criatividade sem beirar o exagero. Abre mão de efeitos especiais e traz quase sempre um olhar sensível e particular sobre o que se propõe a relatar. Mas, para fazer cinema desse modo, é preciso coragem. E o que falta para “O Anjo” é exatamente isso, coragem.

É um filme baseado em fatos reais, o que porventura, espera-se que ele relate, escancare, exponha algo existente. Não há a necessidade de ficcionar o fato, mas sim dramatiza-lo, reconstituí-lo dentro desse olhar argentino sútil.

A proposta de “O Anjo” é relatar os crimes de Carlos Puch, adolescente preso aos 20 anos de idade acusado de uma série de assassinatos, roubos e estupro. E parecia até algo irreal ao ver um garoto tão jovem e de rosto tão angelical, com cachos dourados, por isso a mídia o intitulou de “O Anjo da Morte” e de onde veio o título do filme.

O diretor Luis Ortega é certeiro na escolha de (Lorenzo Ferro) para representar Puch. Mas não ousa nos relatos. O diretor foca muito no início da criminalização de Puch. Quando ele claramente se demonstra um adolescente debochado, dissimulado, entediado, que rouba casas e comércios locais sem armas, pelo simples prazer de sair ileso.

Os crimes se intensificam quando a sua relação com Rámon (Chico Darín) é estreitada. Mas o filme inteiro se desenrola até aí. Os pequenos crimes e a relação de amizade, com pequenos takes para mostrar o relacionamento com os pais. Mas não há menções aos assassinatos ou aos demais crimes. 

Quando isso parece que vai acontecer, os créditos sobem e nos damos conta quem é o verdadeiro “Anjo da Morte” porque nos é contado de forma didática. 

É claro que não esperava um filme sangrento alá Tarantino ou menos uma reconstituição dos fatos vide Linha Direta, mas esperava mais ousadia, mais intensidade. Esperava um filme impactante e forte. Que pudesse ser sentido nos mais diversos sentidos.

Ele peca por não se aprofundar no psicológico cruel, optando por ficar apenas na superfície do relato. Para mergulhar fundo nas mentes mais perturbadoras é preciso coragem. 

Trailer – O Anjo




Título Original: El ángel
Ano produção: 2018
Dirigido por: Luis Ortega
Duração: 118 minutos
Gênero: Biografia Drama Policial
Países de Origem: Argentina Espnha



Posts Relacionados

Sem Comentários

Comente (livremente)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: