Críticas

Crítica – O Poço, 2019

O Poço não é nenhum filme inovador, com um roteiro original e muito menos surpreendente. Você já o viu – ou não, mas deveria – em O Expresso do Amanhã – do diretor recém-vencedor do Oscar, Bong Joon-ho. E no curta-metragem, de belíssima fotografia, Netx Floor, do diretor Denis Villeneuve.

Todos eles possuem uma mesma premissa. A estrutura econômica e social da nossa sociedade em diferentes formas e estruturas metáforicas. Em O Poço, ela é representada por uma prisão vertical, separada por níveis, que vai do nível 01 a aproximadamente o nível 200.


Os primeiros níveis possuem, obviamente, um tipo de privilégio. Acesso a um banquete culinário, comida fresca e podem selecionar os itens que irão comer. Esse mesmo “banquete” é transferido aos níveis inferiores. Claro que quanto mais abaixo, menos comida se terá acesso. E aí que há toda a idealização metafórica em relação à sociedade.

A estrutura do filme consiste basicamente nisso. Há algumas cenas de ação, porém, fracas, que consiste nas mudanças de níveis, que acontece mês a mês. Ora se está no nível 05, ora no nível 150. E isso faz com que haja algumas tensões, mas bem pouco exploradas, a não ser pelas cenas fortes, como mortes, restos de comida, etc (me conter por aqui para evitar possíveis spoliers). Definitivamente um filme não recomendado para pessoas com estômago sensível.

A direção de O Poço fica a cargo do diretor estreante, Galder Gaztelu-Urrutia. É um filme bem pretensioso, que não chega a ser ruim, mas deixa muitos buracos, a exemplo do final que é completamente inexplicável ou a verdadeira motivação do protagonista, Goreng (Ivan Massagué) que é algo completamente nonsense. Estar nessa cadeia por querer, ou auto desafio, não me parece uma justificativa plausível. 

Há múltiplas interpretações, e talvez ele chame tanta atenção por suas cenas violentas. Nem sempre essa violência é física, mas há uma violência visual muito pesada. Em fase de isolamento é preciso refletir se é algo que você está preparado a assistir. Se a resposta for sim, aventure-se então nesse novo drama disponível na Netflix. 

Trailer – O Poço

Posts Relacionados

Sem Comentários

Comente (livremente)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: